Friday, November 09, 2007

E tudo ia bem naquela casa. Os mesmos ruídos de sempre, a mesma rotina de sempre, a mesma briga de sempre, a mesma tragédia de sempre. Não haviam dias diferentes, somente mais ou menos intensos. E talvez isso fizesse todo o aspecto da casa fluir de maneira única.

Era uma casa como todas as outras, e cada dia um novo assunto surgia para aclimar o terreno. Engraçado, não era um dia sequer igual, e em todas as casas vizinhas se via a mesma cena e a mesma energia vibrante, pulsando nova e forte.

E tudo ia bem, como todos os outros, com aquele que vivia naquela casa.

3 comments:

Izabela said...

*Agora você me fez lembrar de todas as casas onde eu morei.*

lisiê, a drama. said...

assim como a casa como tudo na vida, sei lá.

Lucas de Oliveira said...

legal! gostei do seu blog...

estou adicionando um link teu no meu...
passa no meu e, se gostar coloca um link meu no teu!


abços e um ótimo fds!