Thursday, January 18, 2007

Rancor

Certas dores são difíceis de explicar. É um misto de vazio, tristeza, rancor, pessimismo, impaciência... Difícil até de dizer o que compõe. Difícil, talvez, de expressar, dizer ou somente não ser dominado por tal sentimento. Certas coisas são duras de processar.

Eu sinto saudades. Saudades de menos brigas, desentendimentos, lágrimas, sorrisos amarelos e discórdia. Saudade das pessoas que podia contar, confiar e receber um abraço. Saudades de um tempo que nunca existiu. Saudades... até de mim mesmo.

Um nó na garganta, impedindo a fala. Um gosto amargo na língua, uma sensação ruim. Uma vontade de mandar tudo à merda, de explodir. Parece um eterno pigarro, entupido, entalado, intoxicando.

Me cansa também a ignorância de alguns. Me cansa a falta de senso do mundo, a falta de coerência, de um sentido. Me cansa tanto falarem em racional e respeito e chutarem o cão vadio na rua. Me cansa...

Acordei com pé esquerdo e estou tentando não sucumbir à eterna vontade de ir embora daqui.



*Saudades de uma pessoa...*

6 comments:

Bia Ferreira said...

Nossa.. belo texto..forte!!
sinto falta de certas coisas da minha infancia.. da inocencia, do modo puro de ver o mundo..

Raysla Camelo said...

Uhmm.

Eu sempre digo que saudade é o pior sentimento que existe, porque pra mim é e ponto!

Sinto saudade de quando eu vivia.
Hoje eu apenas existo e minha personagem se virtualizou.
Saudade de quando eu saia pra me divertir e não tinha medo de sorrir.

Saudade da vida, da boa vida que todo mundo ganha, mas que nem todo mundo sabe aproveitar.... eu não sei aproveitar.

Demorou pra sair, mas saiu imensamente belo.
:)

Mi said...

Querer algo não deveria ser o suficiente para isso se realizar?

Quem me dera se querer te ver nesse instante fosse o suficiente para isso se concretizar.

Mas eu espero compensar cada dia distante de quem eu amo.. :)

monjh said...

as vezes parece não depende da gente.e sim, daquilo que nos corrói, e nos deixa além do mundo.

lisiê, a drama. said...

a gente idealiza um monte de coisas, um passado. bem aquilo que vc falou "passado que nunca existiu".
não tenho certeza, mas acho que sei como você se sente.

no mais, eu exagerei um pouquinho na corrente. não me contradizendo, porque eu realmente fico irritada com pessoas assim, mas só se for extremista, radical, sabe? se você for uma boa companhia é o que me importa ;D

Anonymous said...

Saudades... quem não as tem?

Eu sinto tantas saudades de mim.. do que eu vivia quando só podia dizer "Sim, ......!" e tudo fazia para ver alguém sorrir.. e sorria com isso.
Mas, "a vida não anda para trás e nem se demora com os dias passados", já dizia o Profeta.

Seja feliz!
*sorrindo*